Abril '14 | 4ª Semana

|

Quinta, 24 de Abril
LOW
Clube > HI FIDEL CARTEL, ORIGINAL PRESSURE & MONSTA SOUNDS
Bar > DJ SCORE, NITRONIOUS & RITA GARIZO

A história da música confirma-nos a nossa crescente ligação com as baixas frequências através do nascimento de vários géneros musicais onde as linhas de baixo têm um papel primordial.  Numa viagem no espaço e no tempo entre o Hip-Hop, o House e o Techno nascidos na América e o Drum & Bass, o UK Garage e o Dubstep de terras de sua majestade, LOW é a celebração das frequências que fazem o corpo vibrar.

Hi Fidel Cartel
Apesar de diferentes origens musicais os Hi Fidel Cartel reuniram-se como colectivo em 2002 para tocarem música electrónica. Primeiro como um núcleo de produção, logo passaram para "detrás do DJ booth" em Portugal e Espanha e mais tarde para o Reino Unido, construindo uma sólida reputação devido aos seus "skills". Em 2005, o colectivo iniciou uma residência mensal no coração do que tornar-se-ia um dos pontos quentes da vida nocturna Drum'n'Bass de Londres, o Cafe 1001 em Bricklane. Desde então eles têm tido aparições regulares em line-ups por todo o Reino Unido e Europa. Mais recentemente o colectivo tem também uma residência dedicada ao Dubstep de nome R.E.N.E.G.A.D.E. ao lado de DJ Slauka.
soundcloud.com/hifidelcartel
facebook.com/hifidelcartel
twitter.com/hifidelcartel

Monsta Sounds
André Carvalho aka Monsta é o proprietário do blog Monsta Sounds, que conta com a colaboração de alguns loucos iluminados da música… Para além disso é também DJ das coisas que gosta!!!
soundcloud.com/monsta-sounds
facebook.com/monstasoundsblog
mixcloud.com/monstasounds
twitter.com/monstasounds
monstasounds.tumblr.com

Score
Score é um DJ oriundo da Cidade Invicta que desde muito cedo se sentiu atraído pelo Hip Hop. Não tardaria a ganhar um lugar de destaque na cena portuense, sendo hoje uma referência de qualidade, técnica e bom gosto, que o levaram às mais importantes salas portuguesas! Com o virar do milénio inicia-se na arte do DJing e desde então afirmou-se no circuito de festas do Porto, desde os primeiros momentos em locais míticos como Meia Cave, On\Off, ou o Hard Club (ainda em Gaia), até às noites de hoje em clubes, bares e salas de concerto como o Armazém do Chá, Plano B, Gare Club, Porto Rio,Vaticano ou o Hard Club no Porto e o Music Box em Lisboa. Um artista que gosta de “ler” o público com DJ set´s muito variados que podem ir desde o Hip Hop Nacional, passando pelos clássicos, do Club Banger ao Boom Bap, nunca deixando de procurar e mostrar novos sons e tendências, dentro e fora da cena Hip Hop. Para alem dos Dj Set, Score considera-se um autêntico “adicto” do Scratch, dedicando a esta arte grande parte do seu tempo, tanto com a banda Gatos do Beko, como participando em trabalhos ou performances ao vivo com inúmeros artistas do panorama nacional, entre eles: Mundo (Dealema), Berna, Rey, Birro, Virtus, Rato 54, Poeta de Rua, ou mais recente com Pedro Abrunhosa.
musicverb.com/score
facebook.com/dj-score

Nitronious
Nitronious aka Tiago Lessa é mais conhecido por ser, não apenas mais um habitante, mas o efectivo Presidente da Câmara da Cidade dos Projectos. Aqueles que o conhecem sabem que o seu fascínio pela novidade e sede de informação ultrapassa a capacidade de execução humana de muitas ideias, em muitos campos, ao mesmo tempo. Mas nós, na Monster Jinx, acreditamos nele. Já realizou vídeos e tirou centenas de fotografias para nós. Foi ele o maestro da edição inaugural dos nossos Podcasts. Conhecemos a sua colecção de discos (e de revistas, livros e outras coisas indizíveis). E sabemos que um dia ele vai conjecturar uma app ainda mais bem sucedida do que o Angry Birds. Ou revolucionar a cozinha moderna.
soundcloud.com/nitronious
facebook.com/nitronious

Rita Garizo
Rita Garizo é designer industrial e sócia da loja de produtos de skates chamada Kate. De forma descontraída gosta de partilhar o seu gosto pelo Hip-Hop, Grime e UK Bass.

-:-

Sexta, 25 de Abril
CHÁ DE BORLA
Clube > FRESHKITOS, NUNO DI ROSSO b2b NUNO CARNEIRO & THE MOONWALKER
Bar > DA NI (CLASSIC SET), PIKA DJ & SKINNIES

Este mês o Chá será servido à Sexta... E a entrada é de borla.

Freshkitos
Freshkitos é o projecto criado por Gustavo e DJ Phil que ao longo deste últimos anos tem movimentado o underground portuense, quer através dos seus djs sets, como pela programação de que são responsáveis no Gare. Movimentam-se pelas várias vertentes da música de dança actuando frequentemente no norte do país, ao lado de nomes como Laurent Garnier, Felix Da Housecat, Ricardo Villalobos, André Galluzzi, Michael Mayer, Tiga, 2manydjs, entre outros. Diversão e irreverência são dois dos ingredientes usados para criar os momentos de euforia que marcam as suas actuações na noite mensal que possuem no Armazém do Chá à qual ironicamente chamam Chás das Quintas… ou das Sextas.
facebook.com/freshkitos

Nuno Di Rosso
Em cada performance Nuno di Rosso desvenda as suas influências, bem como as novidades do grande leque das músicas de dança. A forma como actua é, para alguns, tudo aquilo que esperam de um disc-jockey, e, para outros, simplesmente desconcertante. Como faz em Connected, o seu programa de rádio emitido pela RUM, onde desafia a existência de fronteiras na música, provocando o encontro dos pontos mais improváveis. Viajando pela música house, ora disco e low-pitched, ora espectral e uptempo - por vezes deep, por vezes techy - torna cada beat, uma experiência emocional.
facebook.com/nunodirosso

Nuno Carneiro
Nuno Carneiro é para a vida. Quem nao conhece, dispersa-se no fundo. Quem conhece, sabe como é. A experiência paranormal que nos oferece, aquece qualquer dancefloor por onde passa e remete-nos a um imaginário, onde os amantes do techno se encontram para brindar à vida. É, desde há muito, um nome forte no panorama musical da cidade do Porto. Com fortes convicções, Nuno Carneiro triunfa e assim quer continuar. De passagem pelas casas mais importantes de Portugal, orgulha-se de partilhar os deck's com nomes tão sonantes como Groove Armada, Adam Beyer, Dave Clarke, Green Velvet, Gui Boratto, Josh Wink, Anja Schneider, Joseph Capriati, Ben Klock, Stephan Bodzin, Pan-Pot, Ivan Smagghe, Martin Stimming, Pär Grindvik. Esta jovem promessa do techno é muito mais que isso: tudo o que promete, cumpre. E tudo o que é cumprido é feito com gosto.
facebook.com/carneironuno

Pika DK
Pika DJ prima pela sua diversidade de música e estilos bem como uma técnica apurada que aprendeu no old school do djing nacional. Nascido a 11 de Novembro de 1978 numa noite de São Martinho desde cedo começou o seu interesse pela música enquanto trabalhava no Café Na Praça no Porto decorria o ano de 1994. Deu início à sua experiência como DJ em 1996. Sempre ligado ao mundo da Noite e aliando o trabalho de Bartender e Relações Públicas de diversas casas do Porto e arredores, continuou com o seu projecto de DJ e ao longo do tempo foram surgindo diversas oportunidades de partilhar a mesma cabine e cartaz com alguns DJ’s e performers de renome. Teve uma experiência enriquecedora para a cultura do djing numa troca de Dj's entre Porto e Glasgow lancando-se assim no panorama internacional e mudando a sua forma de actuar misturando diversos estilos musicais. No decorrer da sua carreira como DJ esteve 6 anos nos Açores onde actuou nos principais eventos das ilhas através da empresa Fábrica de Espectáculos e manteve uma residência regular em diversas casas dos Açores de destacar o Fairplay. Para além de DJ, trabalha também como VJ e designer gráfico. Actualmente reside no Porto onde actua por diversos espaços da movida da Invicta.
facebook.com/pikadjporto

Skinnies
"Devoted to the art of moving..."
facebook.com/skinniesdjs

-:-

Sábado, 26 de Abril
Concertos > THE PARKINSONS & ESKIZOFRÉNICOS
Clube > VENENO (LIVE ACT) & OCTOPUSSY CREW
Bar > VITOR TORPEDO & TRACY VANDAL

The Parkinsons
Os The Parkinsons estão de regresso à vida com "Back to Life", oito anos depois da última gravação. Muito para além de qualquer rótulo, a atitude é a mesma de sempre e temas como “Back to Life”, “In The Wee Hours”, “So Lonely” ou o primeiro single “Good Reality” (hoje disponibilizado para download gratuito) têm tudo para se tornarem nos próximos hinos da banda de Coimbra. Se em termos sonoros há uma nítida mudança em relação ao passado, em termos líricos a identidade continua intocável mantendo-se a mesma linha de sempre, quase niilista, numa aversão constante a uma sociedade sem rumo. Aos três elementos originais, Afonso “Al Zheimer”, Victor Torpedo e Pedro Chau, junta-se agora o baterista Kaló (Bunnyranch, Tiguana Bibles, 77, Tédio Boys). "Back To Life" chega na altura certa e promete agitar o conformismo do panorama musical português, tal como aconteceu na década anterior com a edição de "Down To The Old World" (Rastilho Records) ou "A Long Way To Nowhere" (Fierce Panda), que apanhou de surpresa uma Inglaterra adormecida. A responsabilidade da composição das músicas é de Victor Torpedo que é também, uma vez mais, o responsável pelo artwork e por todas as componentes visuais que acompanham a edição deste disco.
facebook.com/officialtheparkinsons
the-parkinsons.org
the-parkinsons.com

Eskizofrénicos
Há pessoas que nascem com sorte. Outras nascem com azar e nada fazem para o assassinar. Mas algumas nascem com uma vontade diferente, e só delas dependem para deambular entre a sorte e o azar,o bem e o mal,o sagrado e o profano, a liberdade e a escravidão; pois tudo isto existe em todo lado! Então porque não viver entre margens, sem nos subjugar aos que dizem vir para nos salvar (pela religião, pela política, pelos mercados ou pelo hospício), nem viver escondidos do que não existe, e assim, com uma pequena tribo de homens de confiança, aviar caminho e dar-lhe um toque pessoal, cheio de humor negro, sinceridade e muita adrenalina? Nós procuramos tirar o máximo prazer desta vida, vivendo á nossa própria maneira. Nós?!?! Nós somos Eskizofrénicos!
facebook.com/eskizofrénicos

Veneno
O projecto Veneno está a ser sintetizado por João Apolinário num laboratório sonoro em Coimbra. O método utilizado consiste na extracção de oscilações produzidas por maquinaria analógica obsoleta, que são posteriormente processadas e sequenciadas com o auxílio de tecnologia digital. Embora a sua composição ainda não seja conhecida na totalidade, sabe-se que a sua base são linhas de cianeto, atropinas e amanitinas. A exposição a esta combinação de toxinas pode levar a uma degradação rítmica profunda e causar desarmonias menores permanentes. É mortal em pequenas quantidades.
facebook.com/veneno.veneno.16

Octopussycrew
Em mais de uma década de ativismo e independência, no percurso da Octopussycrew (n. 2000) consegue identificar-se uma coerência artística alimentada por ritmos urbanos de diversas proveniências que navegam pelos territórios do hip hop, do funk, do drum’n’bass, do dubstep ou do ragga. Nesse sentido, nas sessões destes 3 DJs + 1 MC predominam os ambientes obscurecidos, os espaços tridimensionais e os subgraves, música ampla e pulsante algures entre o delírio fantasista da experimentação e a aposta no risco. De Coimbra para o mundo Hellmariachi, 4tfree, Zhero e 3styla eliminam barreiras e apelam à dança, criando um condensado enérgico de ruído e atitude. Massivo e nada passivo.
facebook.com/octopussycrew

Victor Torpedo
"Há pouco tempo estive com ele e à minha pergunta sobre o que estava ele a criar musicalmente, ele respondeu que tinha mais de vinte canções feitas, perguntei-lhe que tipo de música era ao que ele retorquiu "é o meu Sandinista!". Falo de Victor Silveira, mais conhecido por Victor Torpedo e/ou Vitinho – músico, pintor e etc. – apresentou ontem "Meet My Tribe" que é a sua primeira canção a solo a conhecer a luz do dia, o som é bastante diferente daquilo que estava habituado nele e que me deixou agradavelmente surpreendido.O vídeo também é de sua autoria. Fiquem com o vídeo e deixem-se enredar pela envolvencia da música." A Certeza Da Música Blogspot
facebook.com/victortorpedomusic

0 comentários:

Enviar um comentário